sábado, 25 de dezembro de 2010

MANCHETE DO DIA: “Água mineral é uma bebida vendida em Minas Gerais”



PEREGRINO GOSTOU –
DE saber que o combate à poluição sonora ganhou o reforço da 11ª Companhia de Polícia Militar. Respeito ao cidadão sempre!
PEREGRINO NÃO GOSTOU –
DE conferir que as drogas estão estragando as vidas de milhares de jovens, em todas as cidades da região. Afe!

IMPACTO:
“Deus, Tu estás sempre conosco, especialmente nos momentos de medo e tristeza.”

CONFRATERNIZAÇÃO DA IMPRENSA BATE RECORDE

PIPOCOU NA PANELA DO VOVÔ! Com certeza a edição 2010, da Festa de Confraternização da Imprensa vai ser lembrada por várias gerações, pela grande quantidade de jornalistas, gráficos, jornaleiros, entregadores, políticos, assessores e dublês de assessores, bicões, BLS e etecetera e tal que ali compareceram. Aliás, para quem interessar possa, a Festa de Confraternização da Imprensa já está inserida de vez no calendário de eventos da terra de Figueira. De parabéns os coleguinhas Aldeci Xavier e Wandinha Gonçalves pela organização. Como não poderia deixar de ser, aproveitei para registrar alguns lances com a minha inseparável e infalível Xeretinha IV, The New Generation. Confira:





TEIAS & COSTURAS

TROCO – Em certa confraternização com a imprensa realizada night dessas aí, fui abordado por uma liderança que quis saber porque estava prestigiando aquele evento e não prestigiei o seu. Respondi no átomo da molécula: “porque o pessoal deste evento semprte prestigia os meus eventos”. Portanto...

CARRO – Dia desses aí, pedi aqui na coluna um carro de presente, que não precisa ser zero bala. Como não poderia de ser, ninguém atendeu ao pedido natalino deste colunista demarré dê si. Em compensação o que teve de vendedores de lojas de automóveis que leram a nota e me enviaram de e-mail me dando desconto na compra de um novo ou usado, não foi brinquedo não. Eita!!

INTER – Por falar em presente natalino, quem não ganhou foi a nação colorada do Rio Grande do Sul. O time africano do Mozembe mandou o Internacional voltar pra Porto Alegre e tchau!

BLÁ blá blá abobrístico feito dia desses aí pelo coleguinha Fábio Marçal e que merece registro: “Karoba, fruta azeda e mulher feia só presta com cachaça”. Tchum!!

MALA – E eu que pensei que ser mala não era hereditário. Qual o quê, é só conferir o papai e os filhos. São daqueles malas gerados na Rodoviária e com direito a rodinhas quebradas. Ninguém agüenta a malice da family. Credo!

TRICHA – E aquela conhecida tricha poc poc buzuzu pão com ovo anda falando na irmandade raInbow da Princesinha do Norte, que a sua meta em 2011, é chegar a tetra. Que bicha é essa?!

INSPIRAÇÃO – Estava fazendo esta coluna e para inspirar ouvia Paula Toller cantando “Por que Não Eu”. Não teve jeito... lembrei-me de alguém. Snift snift!!


MUSAS DO KAROBA
A gata garota JULIANA GAST


MORAL DA HISTÓRIA É...

<strong>A Raposa e o Lenhador


Existiu um lenhador que acordava as 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite.
Esse lenhador tinha um filho, lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança.
Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho.
Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada.
Os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem; e portando, não era confiável. Quando ela sentisse fome comeria a criança. O lenhador sempre retrucando com os vizinhos falava que isso era uma grande bobagem. A raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam:
- "Lenhador abra os olhos! A raposa vai comer seu filho."
- "Quando sentir fome, comerá seu filho! "
Um dia o Lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários - ao chegar em casa viu a raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensangüentada.
O lenhador suou frio e sem pensar duas vezes acertou o machado na cabeça da raposa.
Ao entrar no quarto desesperado, encontrou seu filho no berço dormindo tranqüilamente e ao lado do berço uma cobra morta.
O Lenhador enterrou o machado e a raposa juntos.



FOTORISO



RAPIDINHA & CRETININHA

— Diga-me, por que motivo você quer divorciar-se de seu esposo?
— Meu marido me trata como se eu fosse um cão!
— Ele te maltrata? Te bate?
— Não, quer que eu seja fiel!


CHARGE DO DIA



ABRAÇOS

FINALIZANDO A COLUNA desta sexta-feira, abraços para Tatiana Lacerda, Benedito Maciel, Raíssa Amaral, Lúcio Mauro, Wane Eulálio & Leonardo Fagundes, Mariana Ferreira, Sérgio Jabbur, Cibele & Manoel Augusto Boaventura, Mira Sorvino e Marcio Lagica. Segunda-feira que vem tem mais. Bye!


QUEM LÊ A COLUNA
O casal VERA LÚCIA & ATHOS AVELINO é leitor assíduo da coluna e karobano de carteirinha. Presença garantida na “NOITE BREGA DO KAROBA” 2011. Very good, mister good!


GRAN FINALE

“O verdadeiro significado das coisas se encontra na capacidade de dizer as mesmas coisas com outras palavras.”