sábado, 23 de janeiro de 2010

MANCHETE DO DIA

“O que seria do doce de coco se não existe o acento circunflexo?”

O ADEUS DA BICHA


SANTA DESPEDIDA rosa shocking, Batman! Babado que o meu confidente fiel com trânsito livre na irmandade cor de rosa shocking e purpurinada da Princesinha do Norte, Celson Lagartixa, e que merece registro. Segundo ele, uma biba, quer dizer, tricha, ou melhor, tetricha, em seu leito de morte com voz trêmula, segurou forte na sua mão e pediu: “não me esqueça, viu amiga?. E fale para todas as colegas da irmandade que bicha não morre e nem vira purpurina, vira néon cor de rosa shocking, com direito raios laser a lá arco-iris”. Disse que enquanto pôde, brilhou como uma estrela tem que brilhar. Lagartixa disse ainda que a biba confidenciou que deixou um diário onde relata todas as suas aventuras e os seus parceiros. Como adorava bafon, a biba pediu que o diário se transformasse em livro. Mas, infelizmente, o tal do diário de-sa-pa-re-ceu. Há quem diga que foi queimado ou enterrado junto com ela. Pois é, a coitada, que já partiu dessa para melhor, ou pior, sei lá, deixou, com certeza, um legado de alegria e de termos que até hoje, ainda são utilizados pelas hermanas da fauna.
Au revoir lês bichê!

FOTORISO

OS amigos Afonso Mendes e Jacinto Paulo, no Clique da Xeretinha

O coleguinha Aldeci Xavier e cantor sertanejo Hélio Pinheiro que participou do Domingão do Faustão

AMIGO de todas as horas, o desportista Denarte D'avila e Rogério “Free Chopp

QUEM LÊ A COLUNA


O grande amigo e competente engenheiro EVANDRO LEITE GARCIA é leitor assíduo da coluna e karobano de carteirinha. Além de ser parceiro de todas as horas deste Peregras de guerra. Belezura bacana!

TEIAS & COSTURAS

APARELHOS – Parem o mundo e chamem Beth, a feia! Noite dessas aí, em certo barzinho da avenida das merdas, quer dizer, Sanitária, um casalsinho se empolgou e beijaram até os aparelhos se enroscarem. Resumo da ópera, para desgrudar tiveram que ir para o hospital. Eu, hein!

LOVE - Silvinho Precata & Josefa Dapé é o casal mais bem lançado do suburby. O noivado do casal aconteceu na última quarta-feira, com todas as pompas e circunstantes, com direito a babadinha, dobradinha, coxinha, farofinha e outras coisinhas mas. Que chique!!

GASTANÇA – Me erra coisa louca! Quem é que agüenta aquela catita muitcho louca por dindin? E quem é que agüenta a sua gastança nos botecos coloridos da city? Vamos guardar umas economias menina, pois a velhice está chegando. Portanto...

BLÁ blá blá abobristico feito dia desses aí pelo amigo Ailton Queiroz e que merece registro: “Karoba, restaurante que vende farofa, não tem ventilador de teto”. Toim!!

SUBMERGENTE – O que aconteceu com aquela figura antipática que se sentia o gás da Tubaína?esnobava e humilhava tudo quanto é demarré dê si. Pois é, mas atualmente ela está mais quebrada que arroz de quarta e está sentindo na pele o outro lado da moeda. De emergente virou submergente. Ui!

PARENTELA – Sandra (by nome fictício) está num sofrimento de dar dó. A sua vida diária e noturna se resumem em trabalhar e cuidar da parentela! Tadinha, não está tendo tempo para atender antigos clientes, pois a agenda está lotada até depois do carnaval. Cuidado com estresse, viu amiga? Pois é!

FILHOS - Papais prestem atenção! Nunca é demais ficar de olho nas companhias dos seus filhotes. Tenho visto por aí, mocinha de 15 aninhos, fazendo cada coisa na night, como se fossem donas do próprio mundo. E os pais, onde estão?

RAPIDINHA & CRETININHA

Joãozinho chega em casa e entrega ao pai o recibo da mensalidade
escolar.
— Meu Deus! Como é caro estudar nesse colégio.
E o menino:
- E olhe, pai, eu sou o que menos estuda da minha classe!

PEREGRINO GOSTOU & PEREGRINO NÃO GOSTOU

PEREGRINO GOSTOU – DOS verdadeiros amigos que fizeram diumtudo para comparecer ontem à noite, na Noite Brega do Karoba. Obrigado de verdade!
PEREGRINO NÃO GOSTOU – DAQUELES pseudos amigos que só querem vem a nós, mas na hora de ajudar o Peregras fingem de besta. Pois é, pois é, pois é...

MORAL DA HISTÓRIA É...


Não correr da sombra

"Era uma vez um homem que desgostava tanto de sua sombra e era tão infeliz com seus próprios passos que resolveu deixá-los para trás.
Disse a si mesmo - vou simplesmente fugir deles.
Então levantou-se e começou a correr. Mas toda vez que dava um passo, sua sombra o seguia sem esforço algum.
Voltou a dizer para si mesmo - preciso correr mais depressa. Então correu cada vez mais rápido, até cair morto.
Se tivesse simplesmente procurado a sombra de uma árvore, teria se livrado de sua sombra.
Mas ele não pensou nisso."
Hoje são poucos os que têm a idéia de simplesmente sentar à sombra de uma árvore. Muitos preferem correr de si mesmo, tal como o homem da história.
Mas quem corre de sua sombra corre para a morte. Nunca atinge a tranqüilidade.
Mas é essa a situação de muitas pessoas, que praticamente correm ao encontro da morte por puro medo de deparar com a própria sombra, de contemplar os lados menos agradáveis.

EM pose para coluna, Tio Chris “Salsicha” e Chopinho

Os homenageados com a Medalha Mathias Cardoso, o presidente da Fiemg, Ariovaldo Melo, o delegado Aloísio Mesquita, e o coleguinha jornalista Arthur Júnior

IMPACTO

"Nosso Deus é um Deus que oferece a segunda chance."

ABRAÇOS

FINALIZANDO A COLUNA, abraços para Felicidade Tupinambá, Fabrício Diniz, Neusa Godim, Vigacil Chaves, Thaís Araújo, Lourinho – Roberto Carlos do Sertão, Jucão, Waleska Lima, Graça Garcia, Pastor Altemar, Elenice Amorim, Pedro Bial e Jabal. Amanhã tem mais. Bye!

GRAN FINALE

“A árvore quando está sendo cortada, observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira.”

VOCE SABIA QUE...


WALDICK Soriano – EMERSON Leão
ROBERTA Miranda – LEILA
INEZITA Barroso – MARIA Paula
REGINALDO Rossi – JÁDER Barbalho
SÍLVIO Brito – GERALD Thomas
SÉRGIO Malandro – HUGO Chaves

QUEM LÊ A COLUNA


MINHA maravilhosa e chiquetérrima amiga Beatriz Morais, secretária executiva da Amams, que soprou velinhas na sexta-feira 15. Aqui ela em pose com o vice-governador Anastasia. Bia, feliz aniversário, parabéns e longa vida!!

IMPACTO

“Deus veio viver conosco para que pudéssemos viver com Ele.”

PORQUE PARA SER CHIQUE TEM QUE SER BREGA


SORRIA PERIFEIRA! Este jargão parafraseado do saudoso Ibrahim Sued é a marca inconteste deste colunista brega e chique nos seus seis anos ininterrupto no mais lido, aqui na página nove, de terça a sábado e na página oito no domingão. Pois é, e assim se passaram seis anos e “NAS MALHAS DO KAROBA” continua sendo a coluna mais lida da city, mas por incrível que possa parecer, alguns colegas(?) teimam em afirmar que o Peregrino da Notícia não é colunista... “Io só o quê” então? Ora, faça-me o favor, respeite aos menos os meus cabelos brancos e a minha sensual pancinha. Mas o interessante e para minha satisfação é que tenho sido abordado em todos os eventos em que participo ou alguns pontos em voga, por alguns peoples que não se envergonham de me paparicar com aqueles brilhos nos olhares e afirmando que são leitores assíduos da coluna e karobano(a)s de carteirinha. Outros afirmam que “Nas Malhas do karoba” é leitora obrigatória e a primeira que eles lêem. Diante destas afirmações é que cheguei a conclusão que ser brega é ser chique e que atire o pingüim de geladeira quem nunca levou um simples fora, quando se achava o tal, durante um arrastado de asa pros lados de alguma criatura do sexo oposto? Como a maioria de nós não é deficiente auditivo - graças a Deus! -, nessas horas desilusionativas é imprescindível uma trilha sonora adequada: páginas melódicas que, através do exemplo de vida dos respectivos compositores, venham consolar e ajudar a amenizar a dor provocada pelo nascimento de indigitadas “gaias” na testa do cidadão. Para isso e por causa disso, principalmente, é que foi criada A NOITE BREGA DO KAROBA, ou seja, o indivíduo que já vive no mister artístico-criativo-lítero-musical, quando se vê afligido por qualquer tipo de traição amorosa e, logicamente, já tendo certas tendências corníferas, procura logo extravasar sua dor nos versos e notas de alguma canção. Eu tenho a impressão que é assim. Este colunista brega e chique que diariamente em sua coluna destaca a high, med e baich society faz uma viagem de volta, isto é, depois de ter, possivelmente, usado de toda uma gama de pérolas do cancioneiro brega-karobiano nacional, e passado a limpo prováveis chifres e desilusões chamegativas pessoais com a sua ex-mulher, a tribufu Ricarda, resolveu juntar algumas dessas peças e desenvolver este evento que a cada ano se consagra e ganha mais adeptos. A cada edição com uma nova roupagem e com atrações diferentes, convencendo o público presente a se produzir à rigor e abolir o smoking ou ternos que tanto nos incomodam neste sertão quente das gerais. Tenho certeza que Raimundo e todo mundo, ao ouvir uma música qualquer, seja ela corneante ou não, há de se lembrar da NOITE BREGA DO KAROBA e colocar a tristeza de lado e rir como tem sido a proposta deste colunista que visita a alta roda, com toda “pompa e circunstance” mas não perde a ternura jamé e muito menos as suas origens. Seja brega pelo menos durante uma noite de hoje e venha se empaturar com deliciosos salgados, coquetéis, Cerveja ITAIPAVA, babadinhas no coco, Tubaína, musicas do hit parede brega que você, um dia, já curtiu quando a sua mãe ou a empregada limpava a casa. Ser brega não é uma doença é um jeito de ser e que é chique.
Salve, salve, suburby!
E vamos que vamos nos encontrar logo mais, na Boate Sparta, na 6ª Noite Brega do Karoba.

(*)by Octacílius Karoba



TEIAS & COSTURAS

BLÁ blá blá abobrístico feito pelo ex-lindão do ano, o folclórico Vicente Cantaduba, o Duba, e que merece registro: “Karoba, sorria, nem que seja um sorriso triste. Pois mais triste que um sorriso triste é a tristeza de não saber sorrir”. Vôte!

AUSÊNCIA – Dia desses aí, numa churrascaria da city, a Bruxa do Oeste II, informava que não ia dar as caras na Noite Brega do Karoba. Eu fiquei numa preocupação tão grande que nem dormir à noite. Ohhh, você crê, né benhê?!

BREGA & CHIQUE – Nos meus girolês pelos pontos em voga da city, tenho encontrado com algumas amigas que insistem em perguntar se estão chiques ou não. Para não render muita conversa já respondo no átomo da molécula: “Brega é perguntar o que é chique; chique é não responder. Como o Karobinha é chique, não respondeu. Saída pela esquerda!

ROSSI E MAGAL – Estava fazendo esta coluna e tendo como fundo musical Mon Amour me Bem Ma Femme e Sandra Rosa Madalena, com Reginaldo Rossi e Sidney Magal. Me veio logo à mente o coiffeur Kennedy Morais soltando o vozeirão nos eventos do Peregras e cantando esses hits. Ishalá!

RAPIDINHA & CRETININHA

Um dia um menino entra em um táxi e ao final da viajem deixa para o motorista 10 reais de gorjeta e o homem agradece.
No dia seguinte entra no mesmo táxi o pai do menino, que se tratava de um homem muito rico. Ao final da viajem deixa para o motorista apenas 1 real de gorjeta. O motorista estranha a diferença e questiona:
— Ontem mesmo eu busquei o seu filho na escola e ele me deixou 10 reais de gorjeta, e hoje você que é o pai só deixa 1 real?
E o homem explica:
— É que ele tem um pai rico, já eu não!

MANCHETE DO DIA

“HOJE, JUNTO E MISTURADO NO BREGA LELÊ DO KAROBA”

PEREGRINO GOSTOU & PEREGRINO NÃO GOSTOU

PEREGRINO GOSTOU – DAS pessoas que amam viver a vida, em toda sua totalidade. Buscando sempre a paz, o amor e bom humor. Que maravilha!
PEREGRINO NÃO GOSTOU – DAQUELAS pessoas mau humoradas que não se permitem amar e por isso não querem amar. Tiske, tiske, tiske...

VOCÊ SABIA QUE...


GRETCHEN – ALICE Cooper

FÁBIO Júnior - CACO, o Sapo

CHACRINHA – PAULO Francis

XORORÓ - BONO Vox

ZÉ Bonitinho – BOB Dylan

ABRAÇOS

FINALIZANDO A COLUNA, abraços para os meus parceiros, Anderson Chaves, João Batista Oliveira (by Supermercado BH), Evandro Leite Garcia (by Construtora Norte Vale), Newton Figueiredo (by Laboratório Santa Clara), Rodrigo e Paulinho Abreu (by Boate Sparta), Caetano Júnior (by Cerveja Itaipava), Edgar Pereira (by Jornal de Notícias), Serginho (by Rádio Transamérica), Célia Telles (by Ótica Paris), Arnaldo (by Auto Escola Via Única), Fernando Vita (by Plano Hospitalar São Lucas), Denilson Arruda (by Arruda Imóveis), César Costa (by César Costa Decorações), Kennedy Morais (by Kennedy Cabeleireiro), Marcos Senra (by Banco do Brasil – Ag. Praça Esportes), Rodrigo Rêgo (by Digital Express), Jacinto Paulo (by Quality), Raquel Muniz (by Soebras), Charles Caldeira e Josete Campos (by Miriam Contabilidade), Jaqueline & Ariovaldo Melo (by Recanto dos Pássaros), Shazan Terence (by Freiopeças Tintacon), Otávio Braga (by Frutofértil), Valéria e Max (by Casa das Calcinhas) e Deputado Arlen Santiago. Amanhã tem mais. Bye!

GRAN FINALE

"A adversidade é nossa mãe; a prosperidade é apenas uma madrasta."