segunda-feira, 11 de outubro de 2010

MANCHETE DO DIA: “Torço pelo Cruzeiro, a Ana Botafogo, o Silvio Santos, o Marcos Palmeira, o André Vasco, o Irwin São Paulo e o Stanislau Ponte Preta”

NOS TEMPOS DA BRILHANTINA

Os alegres e irreverentes 60 e 70, com os seus figurinos, suas musicas e cores serão rememoradas no próximo dia 12, no international Espaço de Eventos da OAB, na aguardadíssima promoção social do Karoba: “Nos Tempos da Brilhantina”. E vamos bailar, my people!

PEREGRINO GOSTOU – DE saber que o Programa Mesa Brasil do Sesc está distribuindo alimentos para entidades filantrópicas da city. Solidariedade sempre!!
PEREGRINO NÃO GOSTOU – DAQUELES seguranças e chefes de cerimoniais que blindam os políticos da imprensa e do people... que votam neles. Humpft!

IMPACTO: “O Espírito é o nosso sistema de navegação.”

NAS Malhas do Karoba, Dom Denilson Arruda, o décor Cézar Costa e André

O ex-craque do galo, Reinaldo Lima, e Beto Silva

EM pose para coluna. Baby & João Carlos Sobreira, e Neusa Rodrigues

CLICADOS pela Xeretinha IV, The New Generation, o casal Adriana & Aurindo Ribeiro, com Gilson Souza e Hugo

NO clique da Xeretinha IV, The New Generation, a mamãe Madalena e a boa filha Mariel Pauluce Casasanta

O boss Edgar Pereira cercado pelos amigos Celso Jacaré, Zé Ricardo, Pancho Silveira, Duca & Haroldo Lívio, o velho Massarrico (by e bota velho nisso), Ruy Brasileiro e o velho Reinine Canela (by e bota velho nisso também)

POSANDO para Xeretinha, os capas de revista Vilsim Salinense, João Catitu, o prefeito Tião Muquiba e o ex-prefeito Souza

O ex-craque da Raposa mais Linda das Minas Gerais, Dirceu Lopes, ladeado pelos amigos José Raimundo e Ricardo Cypriano

O ex-governador Aécio Neves ladeado pelas maravilhosas irmãs Beatriz Morais e Beane Coelho

EM pose para Xeretinha IV, The New Generation, Betão, Arthur Júnior e Gêra Carcará

JOELMAR Santarosa com as amigas Elbinha Cardoso e Neusa Godim

BOCA de Louvor ladeado por Pêu e Zé Carlos Almeida

BRIGA DE CASAL

PAREM O MUNDO E chamem o João Canabrava! Night dessas aí, parei na lanchonete do meu amigo Ney, que fica próximo ao meu cafofo, para detonar uma sanduba. De repente, o vizinho Genésio Roberto (by nome fictício) apareceu com um enorme curativo na cabeça. Curiso, quis saber o que havia acontecido com ele. Calmamente me relatou que ele a sua esposa foram jantar num restaurante. Sentados numa mesa próxima, tinha um bêbado que era observador pela sua esposa. E o bêbado continuava encarando a sua esposa e balançando seu copo de babadinha. Genésio disse que não resistiu e perguntou a esposa:
- Você o conhece ?
- Sim! É meu antigo namorado... Eu sei que ele começou a beber logo depois que nos separamos há tantos anos, e pelo que sei ele nunca mais ficou sóbrio.
- Meu Deus! Quem pensaria que uma pessoa poderia ficar celebrando por tanto tempo? Depois da minha fala hou um breve silêncio, minha esposa olhou nos meus olhos e foi então que a briga começou, com ela quebrando a garrafa de cerveja na minha cabeça.
E vamos que vamos!

O prefeito e o cachorro quente

PELO AMOR DE Dadá, Dedé, Didi, Mussum e Zacarias! Fuxiquê que o meu confidente fiel com trânsito livre na politiquê norte-mineirê, Tião Porkeyra, me contou e que merece registro. Segundo ele, o fato ocorreu nos idos dos anos 70, quando um folclórico prefeito da região e o seu assessor vieram pela primeira vez a Belo Horizonte. Como não poderia deixar de ser, o prefeito foi convidado pelo então governador Francelino Pereira, para uma reunião onde seriam assinados alguns convênios para realização de obras em seu município. Terminada a reunião, fotos com o governador e outras coisitas mas, o prefeito e o seu assessor estavam mortos de fome. Não deu outra, procuraram uma lanchonete. Olhou o letreiro na parede e perguntou para o assessor:
- E aí, o que é nós vamos comer?
- Sei não, prefeito! Mas ali no letreiro diz que aqui se comem cachorros quentes.
- Então vamos pedir dois.
Eles pediram e quando os sanduíches chegaram, o prefeito falou:
- Não sei qual foi a parte do cachorro quente que mandaram para você, mas o meu foi o pior.
E vamos que vamos!!

MUSAS DO KAROBA

HUMMMMM... tão linda a THAÍS GALLO

O INCRIVEL CASO DA RÃ MÁGICA

PIPITI PIPITI PÓW! Bafom que o meu confidente fiel com trânsito livre na região norte-mineirê, Tião Porkeyra, me contou e que merecer registro. Segundo ele, Roxano Cupertino (by nome fictício) foi preso por pedofilia. Para tentar se inocentar ele fez o seguinte relato ao juiz:
- Um dia decidi sair do trabalho mais cedo e fui jogar golfe! Quando estava escolhendo a bola, notei que havia uma rã ali por perto. A rã disse:
— Croc-croc! Bola Taco de ferro, número nove!
Eu achei graça e resolvi provar que a rã estava errada. Peguei o taco que ela sugeriu e bati na bola. Para a minha surpresa a bola parou a um metro do buraco!
— Uau! — gritei, me virando para a rã — Será que você é minha rã da sorte?
Então resolvi levá-la comigo até o buraco.
— O que você acha, rã da sorte?
— Croc-croc! Taco de madeira, número três!
Peguei o taco 3 e bati. Bum! Direto no buraco!
Dali em diante acertei todas as tacadas e acabei fazendo a maior pontuação da minha vida!
Resolvi levar a rã pra casa e, no caminho, ela falou:
— Croc-croc! Las Vegas!
Mudei o caminho e fui direto para o aeroporto! Nem avisei minha mulher! Chegando em Las Vegas a rã disse:
— Croc-croc! Cassino, roleta!
Evidentemente, obedeci a rã, que logo sugeriu:
— Croc-croc! 10 mil dólares, preto 21, três vezes seguidas.
Era loucura fazer aquela aposta, mas não hesitei. A rã já tinha credibilidade. Coloquei todas as minhas fichas e deu na cabeça! Ganhei milhões! Peguei toda a grana e mais do que depressa peguei um avião de volta para o Brasil. Ao desembarcar resolvi não ir para casa e sim para o melhor hotel da minha cidade. Chegando na recepção do hotel exigi uma suíte imperial. Tirei a rã do bolso, coloquei-a sobre os lençóis de cetim e disse:
— Rãzinha querida! Não sei como lhe pagar todos esses favores! Você me fez ganhar tanto dinheiro que lhe serei grato para sempre!
E a rã replicou:
— Croc-croc! Me dê um beijo! Mas tem que ser na boca!
— Tive um pouco de nojo, mas pensei em tudo que ela me fez e mandei ver! No momento que eu beijei a rã ela se transformou numa linda ninfeta de 16 anos, completamente nua. Sentada sobre mim, ela foi me empurrando bem devargarzinho para a banheira de espuma... Juro Meritíssimo! Foi assim que essa menina foi parar no meu quarto!
Acredite se quiser!

MUSAS DO KAROBA

A panterissima DEYSE KRIEGER

TEIAS & COSTURAS

FUXICO – People, hoje eu tô que nem vidro: se cair eu quebro, mas se pisar eu corto! Até quando aquela doninha vai fingir que gosta do maridão? Pelo andar da Brasília de guerra e das suas atitudes em certos locais da city, tudo leva a crer que ela está querendo ornamentar a cabeça do maridão com uma baita antena de TV. Virge!!

CIGARRO – Ninguém merece aquele dublê de assessor político com aquele cigarrão fedorento. A criatura é um suicida e homicida ao mesmo tempo, pois vai se matando aos poucos e também com as pessoas que estão ao seu redor. Toma termo merda!

BLÁ blá blá abobrístico feito dia desses aí pela minha amiga, a competente jurídica Zila “Showdy” Neves e que merece registro: “Karoba, messenger é igual elevador. Não é porque eu entrei que eu tenho que conversar”. Tchummmm!!

PÂNDORA – Roxana Bizantina (by nome fictício) está cangando na calcinha de oncinha de medo que a colega de trabalho revele na repartição abra a caixinha de Pândora e revele o que ela fica fazendo nas suas sumidas misteriosas. Abafa o caso!

PARADA – E amanhã na avenida das merdas, quer dizer, Sanitária, muitas sucuris de gaveta vão se revelar que nem fotografia. Aviso: em tempo de Xeretinhas espocando flashes por todos os lados, quem tiver devendo e quiser se manter enrustido não é bom nem passar por perto, porque se não vai ter a identidade revelada, não é mesmo Batman?! Ishalá!

AVARENTO – Conhecido prefeito da região que se notabilizou pela sua avareza, convidou algumas pessoas para degustarem um delicioso churrasco num restaurante da city. Na hora de pagar a conta o prefeito pagou só a sua e saiu à francesa. É muito difícil!

BRILHANTINA – Nas rodas em voga da city, tenho conferido muito(a)s karobano(a)s já marcando encontro na edição 2010, de “Nos Tempos da brilhantina”. O remember aos anos dourados das décadas de 60 e 70, será levado a efeito no dia 12 de novembro próximo, no “international” Espaço de Eventos da OAB. Que demais, my people!

BOCA – Gosto de ver o folclórico Fernandinho Boca de Louvor com o seu megafone fazendo campanha para todos os candidatos à presidência, governo, senado e parlamentos estadual e federal. Glu glu glu glu...

CAVALETES - Não se sabe porque cargas d’agua, que os cavaletes e placas que estão sendo quebradas pelos vândalos são só as dos tucanos. Vamos crescer, né genteim?!

BLÁ blá blá abobrístico feito dia desses aí pelo coleguinha Edvaldo “Porretinha” e que merece registro: “Karoba, hoje tentei desenhar minha própria sombra, mas não consegui... Meu braço não parava de se mexer”. Ploft!

DIRCEU LOPES – O Peregras de guerra teve um encontro emocionante com um dos seus ídolos celestes do passado, da Raposa Mais Linda das Minas Gerais, o príncipe Dirceu Lopes. Nas próximas colunas estarei tecendo mais comentários sobre a sua visita em terras figueirenses. Zeirooooooooooo!!

AGENDA – Devido a compromissos já agendados, não poderei comparecer neste sábado, ao Bom Juá, para prestigiar o lançamento da novela Araguaia, da nave prateada, com a presença da atriz Mariana Rios. Mas de qualquer forma, merci pelo convite!

BRILHANTINA – E na noite de 12 de novembro, no Espaço de Eventos da OAB, por ocasião da edição 2010 de “Nos Tempos da Brilhantina”, o brilho, as luzes e o som serão fundamentais para atrair o people para pista de dança na viagem karobana no túnel do tempo. Te cuida John Travolta e Olívia Newton-John!

VELHO – Nos meus momentos de devoção cristã na igreja, não deixo de observar aquelas pessoas idosas que gritam na velhice. Confesso que fico com medo no momento do clamor, quando algumas levantam as mãos pro alto e Deus as puxem de tão velhas que estão. Ui!

ECONOMIA - Prostitutas deveriam trabalhar na Bovespa. Vamos admitir, ninguém entende melhor da movimentação da bolsa do que elas...

FORMIGUINHA – Pode conferir, tem formiguinha trabalhando para o candidadto que ela nem conhece. Duvida?? Vai lá pergunta pra ela então.

BLÁ blá blá abobrístico feito dia desses aí pelo grande Denner Krogger e que merece registro: “Karoba, no ano que vem não vou beber, não vou fumar, não vou transar, mas vou mentir bastante”! Crás!

CONSELHO – Comentário numa roda de amigos lá no Skhema Kente e que merece replay deste colunista brega, chique, cultural e etecetera e tal: “se você tem um trabalho difícil, entregue-o para o Massarico, logo ele arrumará um meio fácil de fazê-lo”. Saída pela esquerda!

HIPPIE – E eu que pensei que o tal do Hippie estava extinção. Qual o quê, dia desses aí, encontrei com alguns desfilando pela Praça Dr. Carlos. Não resisti e fiz o seguinte comentário com o meu irmão que estava comigo: hippie é alguém que parece com o Tarzan, caminha como a Jane e cheira como a Chita. Fui!

POLÍTICO – Tem uns candidatos na city que estão concorrendo a uma cadeira na Assembléia Legislativa que são tão chatos, que a única maneira de nos vermos livres deles é elegendo-os. Curuzes!

FOTORISO




E-MAILS KAROBANOS

Como pegar as minas

Tio Karoba,
Mês que vêm vou fazer 14 anos. Como é que eu faço pra conseguir traçar umas 'minas'? – Cris

KAROBA – Crise,
Em primeiro lugar tio é o cacete. Em segundo lugar, na sua idade, a coisa mais erótica que você pode comer é sucrilhos, tá bom?

Surpresas sexuais

Karobinha, meu lindinho,
O que devo fazer para surpreender um namorado tímido na primeira noite? - Elza

KAROBA – El Zá para não dar azar,
apareça com dois amigos bissexuais

Ligo ou não ligo

Karobaaaaaaaaa...,
Encontrei com um gatinho na balada e foi tudo de bom. Só que agora fico com o maior medo de ligar pra ele. Será que devo? – Kity,

KAROBA – Hellô Kity,
Ai depende, né?! O gatinho sabe cagar na caixa de areia?

Enlouquecendo o namorado
Otacílius Karoba, meu anjo,
Há algum tempo estou transando com o meu namorado. Mas o que eu gostaria mesmo é de enlouqecê-lo nas preliminares. O que devo fazer? - Raimunda

KAROBA – Cara Raimunda, feia de cara e boa de...,
Para você enlouquecer o seu namoradinho nas preliminares é só falar baixinho no ouvido dele: “Minha menstruação está atrasada há 3 meses…”

VOCÊ SABIA QUE...



MORAL DA HISTÓRIA É....

Trabalho importante

Os últimos passageiros a embarcar no avião que saía de Seattle para Dallas foram uma mulher e três filhos. "Tomara que não sentem ao meu lado", pensei. "Tenho um trabalho importante a fazer". Um minuto depois, um menino de onze anos e uma menina de nove passavam por cima de mim, enquanto a mãe e um menino de quatro anos sentavam no banco atrás do meu. Imediatamente as crianças maiores começaram a reclamar do pequeno, que dava chutes intermitentes no assento. A cada dois minutos, o menino perguntava à irmã "Onde é que nós estamos agora?" "Cale a boca!", ela respondia invariavelmente, e seguiam-se choramingos e reclamações.
"As crianças não têm noção do que é trabalho", pensei, num silencioso ressentimento com a situação. Então uma voz interior, alta e clara, disse simplesmente: Ame as crianças. "Não tenho tempo para perder com esses fedelhos, tenho um trabalho importante a fazer", retruquei. A voz respondeu apenas: Ame-os como se fossem seus filhos.
Ouvindo pela enésima vez "Onde-é-que-nós-estamos-agora?", deixei o trabalho de lado e peguei o mapa de vôos da companhia, encartado na revista de bordo.
Expliquei detalhadamente nossa rota, dividindo os trechos em quartos de hora, e fiz uma estimativa da hora de chegada em Dallas.
Logo eles estavam me contando sobre a viagem a Seattle, para visitar o pai que estava no hospital. De conversa em conversa, eles perguntavam sobre aviação, navegação, tecnologia e pontos de vista dos adultos sobre a vida. O tempo passou rapidamente e meu trabalho "importante" não foi feito.
Pouco antes da aterrissagem, perguntei o que o pai deles fazia em Seattle. Ficaram em silêncio. Depois de uma pausa, o menino disse apenas:
- Ele morreu.
- Oh, sinto muito.
- É, eu também. Mas estou mais preocupado com meu irmãozinho. Está muito difícil para ele.
De repente me dei conta do que era o trabalho mais importante a fazer: viver, amar e crescer, apesar da dor. Quando nos despedimos em Dallas, o menino apertou minha mão e agradeceu por ter sido seu "professor de bordo". E eu agradeci por ele ter sido o meu.

CHARGE DO DIA



RAPIDINHA & CRETININHA

Manoel entra em um bar, abraçado a duas mulheronas maravilhosas. Aproxima-se do balcão e pede ao garçom:
— Um refrigerante, por favor.
O garçom pergunta ao Manoel:
— Família?
Ao que ele responde:
— Não, são putas mesmo... mas estão morrendo de sede!

FOTORISO



RAPIDINHA & CRETININHA

E na casa do Frankstein...
— Benzinho — sugere a mulher. — Por que você não aproveita o dia de sol e leva as crianças ao Zoológico?
— Eu não! Todas as vezes que eu as levei, elas encontraram o caminho de volta!

RAPIDINHA & CRETININHA

Um louco planeja detalhadamente sua fuga do hospício.
— Vou passar por cima do portão através de uma escada que encontrei no pátio. Vai ser moleza!
No dia seguinte, o louco ainda está lá e o companheiro pergunta:
— Ué, você não ia fugir?
— Não deu! O portão estava aberto...

ABRAÇOS

FINALIZANDO A COLUNA, abraços para Gisele Merlúcio, Marluce & Alexandre Ramos, Cristina Santos, Paulo Henrique Amorim, Kristine Alencar Juiz Marco Antônio Ferreira, Vivian Dupin, Zé Vicente (by e sua gente), Clarete Gomes, Eduardo Abobora, Evan Rachel Wood e Diu Piriu. Amanhã tem mais. Bye!


QUEM LÊ A COLUNA

O casal SONINHA & EDUARDO BRASIL é leitor assíduo da coluna e karobano de carteirinha. Presença garantida “Nos Tempos da Brilhantina, dia 12 de no novembro, no salão de festas da OAB. Maravilha!

GRAN FINALE

"A vida é um eco. Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário