quinta-feira, 8 de julho de 2010

VOVÓS NA FLOR DA IDADE

SANTA HEBE CAMARGO, Batman! Nos meus girolês por alguns pontos em voga da city, principalmente naqueles onde o mulherio se aglomera, tenho ouvido o desabafo de algumas “peruas” ou dublê de peruas, revoltadas porque as filhotas estão engravidando na pós-adolescência, outras ainda na adolescência mesmo. O problema é que todas elas preferem jogar a culpa nas filhas pela gravidez e não nelas. Genteim, venhamos e convenhamos que a falta de diálogo e de esclarecimentos são fatores determinantes para que essas jovens sigam cometendo erros com as gravidezes indesejáveis. A pergunta que não quer calar, será que algumas dessas mamães sabe com quantos “ficantes” a sua filhota fica numa única festa? Pasme, people, fiquei sabendo que alguns jovens disputam para ver quem teve mais “ficante” na festa. È importante que as mamães saibam quem é que faz parte da “patotinha” (by virge, este termo patotinha é mais velho que a dupla Sandy & Júnior) da sua filhota? “As más companhias são como um mercado de peixe; acabamos por nos acostumar ao mau cheiro”. Então vamos com calma nesta hora, pois como diz aquele dito popular, “diga-me com quem andas e eu te direi que és”. Para não ser vovó na flor da mocidade, dê conselhos às suas filhas e filhos, mostrando o que é certo e o que é errado. Lembre-se, não basta ser mãe, tem que participar. Se não quiser ser vovó e ter que agüentar os pentelhos dos netos, né?!
E vamos que vamos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário