quarta-feira, 16 de junho de 2010

A VIDA COMO ELA NÃO É....

Choro de bebê

BOM - O médico obstetra é mortíssima de mulher, daquelas bichas bem quá quá quá do tindolelê tindolalá. Pois é, após ter feito o parto, virou o bebê de cabeça para baixo, segurando-o pelos pezinhos e deu-lhe um tapinha na bunda!

RUIM - Chora nenêêêêêêê!
O nenê permaneceu em silêncio.

PÉSSIMO - Outro tapinha um pouco mais forte:
- Choraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
Silêncio.

PIOR - Outro tapinha ainda mais forte:
- Choraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
Nada, o menino não dava um gemido sequer.

PIOR AINDA - Ah, é? Você não quer chorar? — exclamou o médico bicha, caminhando até a janela.
- Chora logo senão eu te jogo pela janela! Choraaaaaaaaaaaaaaaaaa se não te jogo pela janelaaaaaaaaaaaaaaaa!!
E, como o nenê não chorou, o médico jogou-o pela janela.

TRAGÉDIA - Vendo aquilo, a mãe desesperada começou a gritar:
- Meu filho! Meu filho! O que você fez com o meu filho, sua loucaaaa?
E o médico:
— Benhêêêê, é brincadeira! O nenê já nasceu morto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário