quarta-feira, 17 de março de 2010

RAPIDINHA & CRETININHA


Este colunista brega, chique, cultural e etecetera a tal entrou num bar, sentou-se à uma mesa e logo um garçom apareceu para me atender.
— Boa noite, o que o senhor toma?
— Eu tomo vitamina C pela manhã, o ônibus para ir ao serviço e uma aspirina quando tenho dor de cabeça.
— Desculpe, mas acho que não fui claro. Eu quis dizer o que é que o senhor gostaria?
— Ah! Tudo bem! Eu gostaria de ter uma Ferrari e mandar a minha sogra para o inferno.
— Não é nada disso, meu senhor! — continuou o garçom, ainda calmo.
— Eu só gostaria de saber o que o senhor deseja beber.
— Ah! é isso? Bem... o que é que você tem?
E o garçom:
— Eu? Nada, não! Só tô um pouco chateado porque o meu Cruzeirão perdeu pro Tupi!

Nenhum comentário:

Postar um comentário