quarta-feira, 24 de março de 2010

E-MAILS KAROBIANOS


FELIZES para sempre

Oi, Karoba,
leio a sua coluna diariamente. Me divirto bastante e como não sou egoísta empresto a sua coluna para os colegas da repartição em que trabalho. Todos são seus fãs. Mas eu não te escrevi só para te dizer isto, mas para te dizer que eu sou dos poucos da minha idade em que posso dizer que tenho uma relação maravilhosa com minha esposa. E olha que o nosso casamento já tem mais de 30 anos. Por isso acredito que o meu casamento será feliz para sempre. O que você acha? – Tato, o marido feliz

KAROBA – Ta Tu,
Olha aqui, queridão, eu não acho nada. Só fico na torcida que o seu casamento seja tão bom quanto você diz que é. Porque o que tenho visto por aí, é que alguns casamentos terminam bem, outros duram para sempre.

SOMOS hermanos

Karoba,
Por ser leitor assíduo da sua coluna, posso te considerar com se fosse um parente próximo. Sei lá cara, as vezes eu até acho que você é um irmão que eu não tive, porque sou filho único. E aí, o que você acha? - Jonas


KAROBA - Ô Jonas,
Se você está pensando que eu vou responder que você pode ser meu irmão porque meu pai andava muito, pode ir tirando o seu gato da chuva. E se você é daqueles parentes de fotografia melhor será. Ou seja, você é meu fã e tá tudo bem e isto é o que importa.

MAS os cabelos quanta diferença

Karobinha,
Tenho conferido que os seus telhados estão caindo. A pergunta que não quer calar, quando você ostentava aquela cabeleira, o que queria ser quando crescesse? - Tonim

KAROBA – Pois é, Tonim,
Quando eu tinha oito anos, eu já estava careca de saber que seria jornalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário