terça-feira, 23 de março de 2010

AMOR MAIS DINHEIRO É IGUAL A CHIFRE


CRUZ MASTRUZ, QUEM sair por último apaga a luz! Dia desses aí encontrei com a minha vizinha, a suculentíssima Fatão (by nome fictício), uma morenaça de responsa e parar o Quarteirão do People e adjacências, com bocão, pernão, peitão, bundão e tudão de bão, que está de cacho com Roxano (by nome fictício), que além de ser mais branco que a bunda do Faustão, é mais feio do que uma briga de foice numa cisterna escura. Pois é, mas o cara é fora da paia, deu carrão do ano, um AP todo mobiliado e um cartão sem limite para Fatão, como é que ela não se apaixona pelo “mocro”, não é mesmo? Ou seja pessoa, o cara é mais feio que o Feio do Picolé, mas peida de tanto ter dinheiro. Pois é, mas como eu desconfiava que tanto amor assim tem haver com interesse, resolvi fazer as vezes de detetive. E la fui eu seguindo a Fatão num desses meus girolês noturnos e acabei a flagrando no maior love com o seu primo que é além de ser um pobrão demarrré dê si, grita na preguiça. A única coisa que o primo pobrão de Fatão faz é marombar na academia (by lógico que quem paga a mensalidade é a Fatão). Como eu não tenho nada com o chifre alheio preferi passar um zíper na minha bocona karobana de plantão. Cada um com os seus problemas e os seus chifres, não é mesmo?
C’est l avie!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário